• daquiloquesecome

Aluá.

Vicente Salles, tem um livro fundamental a meu ver sobre palavras de origem africana ao falar amazônico. Acho fundamental especialmente porque nós possibilita entender o mundo da alimentação também.


Serafim da Silva Neto nos dizia que "A língua é um produto social, é uma atividade do espírito humano". (1)O livro intitulado Vocabulário Crioulo:contribuição do negro ao falar regional amazônico. É uma obra fantástica. Então hoje vamos começar nossa semana de Textos e estudos com a série de Glossário Paraense. E a palavra é...

"Aluá, Bebida feita de milho verde, temperado com gengibre e adoçado com rapadura. A composição varia, mas o refresco é, de qualquer forma, apetecido geralmente nas quadras juninas".(2) E ainda, " Há também o A. de macaxeira, indicado por M.Y. Monteiro: " Apesar de costumeiramente fazer-se aluá de milhões de abacaxi, tratamos aqui da bebida feita de farinha de mandioca ou de macaxeira, posta de molho nágua para fermentar durante sete dias, quando se adoça com açúcar mascado ou caldo de cana e erva-doce". (3)

Segundo Obenga "a notícia da existência de um cerveja de milho fabricada no Reino do Congo no Séc. XVIII, e que era conhecida sob os nomes de vuallo e ovallo". (4)

.

.

.

✍🏽📚 Referências.

📸 A. MENDES, Apud. (1942:20) p. 52.

(1) (2) Salles, Vicente. Vocabulário crioulo: contribuição do Negro ao falar regional amazônico. Belém:IAP, Programa Raízes, 2003.p. 51.

(3) Apud, (1963: 56), p. 52.

(4) Apud, (1985: 34-35), p. 53.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Jirau