• daquiloquesecome

Rebuçado.

Hoje é dia das Crianças e vamos "passear" por receitas históricas e doces que as crianças amam/vam em outras épocas? Vamos? E que tal começar com um doce? E doce paraense?


Os Rebuçados, especialmente os de cupuaçu eram sempre pedidos pelas crianças e moravam nos sonhos gastronômicas de muitas. Como não lembrar de Alfredo, personagem de Dalcídio Jurandir, em Belém do Grão-Pará que: "(...) E agora perdido, comia um doce em nome de Andreza, este que Mariinha teria desejado. aquele que daria na boca de sua mãe, e teve pena, coitada da maninha: muitas vezes, pedia um rebuçado, uma cocada, donde tirar?"(1)

O memorialista Osvaldo Orico ao rememorar a sua infância em Belém, por volta de 1912, ele afirmava: “como esquecer dos nossos tempos de criança, aquelas doceiras que vinham de porta em porta com seus tabuleiros e cestas de quindins, mãe-bentas e rebuçados de cupuaçu”. (2)

Segundo Sampaio o: "(...)rebuçado: bala. de açúcar ou mel, simples ou com essencia e materia corante (que deve ser de origem vegetal); pode levar amêndoas, amendoim, etc. Na Amazônia juntam caldos e essencias, de bacuri, cupuaçú, hortelã, pimenta, mangarataia. Bala (no Rio), queimada (Baía)". (3) Nas festas de aniversário quando era pequena sempre tinham rebuçados de cupuaçu ao lado de brigadeiros e pastilha de maracujá...

.

.

.

💬 E você conhece os Rebuçados? Já provou? Qual doce faz parte de suas memórias de infância? Me conta!

.

.

.

📚✍🏽 Referências.

(1) Dalcídio Jurandir, Belém do Grão Pará,

Livraria Martins: São Paulo, 1960. p. 125.

(2) Sobre as memórias do menino Orico ver: FIGUEIREDO, Aldrin Moura. Memórias da infância na Amazônia. In: DEL PRIORE, Mary (Org.). Histórias das crianças no Brasil. São Paulo: Contexto, 2013, p. 340.

(3) A.J. SAMPAIO, A Alimentação Sertaneja e do interior da Amazônia. Companhia Editora Nacional. Rio de Janeiro, 1944, p. 310.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Jirau