• daquiloquesecome

Cecília Meireles: Mas, o que será o Manauê?

Cecília Meireles em seu texto para a Comissão Nacional de Folclore, sobre o Manauê, nos fala que ao longo do Brasil existem vários tipos de receitas espalhadas pelos diversos estados.


As receitas variam e os ingredientes também são geralmente elaborados com mandioca, mandioca puba, o milho, especiarias, mel, manteiga. Ao longo da semana, vocês me falaram sobre várias revistas e formas de fazer manauê (E muito obrigada pelo diálogo sempre rico). Pois bem, a escritora nos conta ainda que na receita de Manauê do Pará: "fubá de arroz, açúcar, ovos, manteiga, sal, côco ralado. Assa-se em taboleiro corta-se em quadradinhos". No Manauê de Ceará: ovos, farinha de trigo, leite de côco, açúcar, sal. Deita-se no taboleiro, rega-se com leite de côco. Depois de assado, corta-se em losangos". Já no Manauê da Bahia: aipim ralado e espremido, leite e água de côco, manteiga, sal, açúcar em calda grossa...também é assado em taboleiro e forrado de folha de bananeira". Por fim, o Manauê de Minas: açúcar, manteiga, fuba de milho fino, ovos, côco, erva-doce. Depois de assado em taboleiro, corta-se em losangos". (1)Como observamos o coco é ingrediente presente em todos eles. MAS, outros ingredientes são únicos para cada estado, no Pará faz-se uso do fuba de arroz, no Ceará de farinha de trigo, na Bahia de aipim ralado e em Minas de fuba de milho fino. No Pará, serve-se em quadradinhos, na Bahia na folha de bananeira e no Ceará e Minas cortados em losangos. A historiadora Eliane Morelli Abrahão, nos conta sobre como o nome também muda de uma região para outra. É possível encontrar:“Managues, Manáveis, Manauês e Managão” geralmente “a mesma receita, com muitos nomes, muitas variações de ingredientes e uma mesma apresentação”.(3) Em outro trabalho, a autora não aponta que no caderno de receita de Custódia Leopoldina de Oliveira continha receitas de: "tortas, pastelinhos, manaués, bons-bocados e ricos pudins".(4) Abrahão, cujo trabalho pioneiro de análise em cadernos de receitas, de famílias de Campinas nos diz que lá o Manauê também era consumido.

.

.

.

💬✍🏽 E você ficou com vontade de fazer uma dessas versões? Eu vou testar por aqui...Me conta!

.

.

.

📚✍🏽 Referências.

📸 (1) Cecília Meireles. Mas, que será o manauê? A manhã, Rio de Janeiro. Domingo, 15 de janeiro de 1950, p. 13.

(2)Eliane Morelli et al, Delícia das Sinhás: História e Receitas Culinárias da Segunda Metade do Século XIX e início do Século XX, Campinas: CMU, Arte escrita, 2007, p. 95.(3) Abrahão, Eliane Morelli. História da Alimentação: cadernos de receitas e práticas alimentares, Campinas: 1860-1940. Campinas, SP: Pontes Editores, 2018,p. 94.




















































0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Jirau